Agência Smart Performance
Image default
Notícias

Apple se agiliza para inserir no mercado buscador concorrente do Google

Foi isso mesmo que você leu! A Apple se agiliza para inserir no mercado buscador concorrente do Google. Claro que apesar de supostamente receber quantias bilionárias. Isso para manter o Google como seu buscador padrão no iOS, iPadOS e macOS, a Apple dá sinais de que chega a hora de ter seu próprio mecanismo de pesquisa.

Veja tudo sobre este assunto neste post produzido pela equipe da Agência SmartPerformance!

Rumores

Há rumores de que a Apple se movimenta nos bastidores do mundo da tecnologia para criar um buscador próprio. Que funcione da mesma forma que o Google no sistema operacional de seus dispositivos.

“..para manter o Google como seu buscador padrão no iOS, iPadOS e macOS, a Apple dá sinais de que chega a hora de ter seu próprio mecanismo de pesquisa..”

Quer saber como essa mudança afeta seu site?

Com a chegada de uma nova tecnologia de pesquisa, as configurações do algoritmo podem adicionar mais requisitos. O que significa que os proprietários de sites precisarão adaptar suas configurações de SEO. Para as diretrizes de ranqueamento do novo mecanismo de pesquisa.

Indícios que atestam a criação

Contudo, existem vários indícios que atestam a criação desse novo buscador. Desde anúncios de emprego para engenheiros de pesquisa. As vagas enfatizam a capacidade de lidar com integração entre Inteligência Artificial (IA).

Aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural – PNL  – até a escolha do Spotlight Search para os dispositivos com a nova versão beta iOS 14 e iPadOS 14.

Sobre o web crawler

Além disso, o Applebot, o web crawler da Apple que rastreia páginas na web, realiza indexações e é usado por produtos como a Siri e o Spotlight Suggestions desde 2015, teve sua página de suporte atualizada recentemente.

A documentação do Applebot atesta que o robô respeita as regras estipuladas por arquivos robots.txt. E quando não encontra menções a ele, segue as diretrizes especificadas para o Googlebot.

Mas, desde o lançamento da tecnologia, suspeita-se ser uma pista para a criação de um mecanismo de pesquisa próprio pela Apple. Sendo assim, uma vez que não faz sentido ter um web crawler.

Quando a Siri e o Spotlight usam o Bing para retornar buscas e o Wolfram – Alpha para algumas respostas específicas.

Mecanismo de busca da Apple

Segundo informações do Coywolf, esse mecanismo de busca da Apple pode atuar como um hub de dados personalizados. Semelhante ao Google Assistente em dispositivos Android e, talvez, privativo e sem anúncios.

Dessa forma, a Apple retornaria resultados de pesquisa inteligentes, com base nas informações registradas no dispositivo.

Bem como na seção de contatos, documentos, email, eventos ou disponíveis em arquivos, mensagens, mapas, músicas, notas, notícias, fotos, lembretes, programas de TV e filmes dos usuários do iOS.

Da mesma forma a Reuters também relatou em julho de 2020. Que a Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido se mostrou insatisfeita com os acordos entre a Apple e o Google. Em seu relatório que investiga plataformas e publicidade digitais.

Porque são tratativas que criam uma barreira à entrada e expansão de outros concorrentes no mercado.

A competição

Os competidores prejudicados seriam o Bing, Yahoo e DuckDuckGo. Todos supostamente pagadores para serem opções de mecanismo de busca nos dispositivos da Apple, segundo o relatório.

Os reguladores do Reino Unido ainda afirmaram que as autoridades de fiscalização deveriam exigir das empresas a exibição de opções.

Que nas quais os usuários decidem qual buscador definir como padrão durante a configuração do dispositivo.

E assim podendo restringir a capacidade dos buscadores de monetizar as posições padrão.

Caso o acordo entre a Apple e o Google chegue ao fim e no Reino Unido essas mudanças sejam implementadas. Isso pode gerar um efeito cascata em toda a União Europeia, conforme concluído pelo fundador e editor-chefe da Coywolf, Jon Henshaw.

Posts Relacionados

Acordo Obscuro de – Star Wars – envolve Facebook e Google num processo

Jaime S.J

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceito Saiba mais..